Just another WordPress.com site

Hoje, meu dia foi muito sem graça. Arrumei meu quarto, tirei três sacos, cheios, de lixo. Não era, assim, lixo… lixo…. Era umas apostilas velhas e desatualizadas, uns trecos que eu guardava, uns “bregueços” que estavam no meu quarto há um tempão e eu sem conseguir livrar-me deles. Agora já se foram. Dormi um pouco à tarde, por isso to sem sono uma hora dessas, são 03h08min da manhã de domingo e ainda tenho que está de pé bem cedo pra ir à igreja. Isso vai ser moleza. Ficar acordado até dá o horário de arrumar minha roupa. Só espero não dormir na igreja. Ainda tenho a apostila, pra ler, de fotografia e um livro que o Prof. Pedro passou pra estudar pra prova dele na quarta-feira (25) e amanhã já tem prova de fotografia com o Prof. Emílio. A de Lógica da Linguagem (Português/Literatura) eu estou livre, menos uma prova pra se preocupar. – É que minha equipe tirou 10 na nota da apresentação de um trabalho que fizemos sobre contos narrativos de Machado de Assis. Que modéstia à parte, ficou show de bola. Fizemos um teatro de fantoches para contar o conto “A Cartomante” e para isso fizemos uma readaptação no texto. – Os comentários foram ótimos. A professora disse que nosso trabalho foi o melhor. Criativo, inusitado, bem trabalhado, o texto foi mexido, mas, não perdeu o conteúdo, a coerência, a solidez, enfim. Foi só elogios. – E olha que decidimos de última hora a forma que iríamos apresentá-lo. Decidimos tudo no último domingo (8) ao cair do crepúsculo da tarde. Readaptei logo pela manhã o texto (sem ensaio, sem nada), corremos atrás das coisas, compramos um boneco, emprestamos outro e na hora acabei fazendo outros bonecos com papel reciclado. As meninas do grupo, mesmo sem ensaio, foram nota 10 na criatividade, na entonação, na atuação e na manipulação dos bonecos. Fiquei chateado com algumas coisas, mas, o de sempre. Espero que de manhã, na igreja, eu consiga me concentrar direito. Quero falar com DEUS e pedir pelo meu estado de espírito. Não quero pedir por mais nada, amanhã. Só por mim, pelo meu coração, pela minha felicidade pessoal, pelo meu caráter, pela minha mente. Nada de coisas materiais.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

Tag Cloud

%d bloggers like this: